segunda-feira, 3 de julho de 2017

GIRO DE NOTÍCIAS PELA REGIÃO


Um corpo em estado de decomposição foi encontrado em um canavial a poucos quilômetros de Xambrê na tarde da ultima quinta feira (29). Antes das 15h a polícia recebeu uma denúncia anônima de um funcionário da usina que estava colhendo amostras para análise de solo. A informação repassada era de que havia terra remexida e possivelmente um cadáver. Polícia Militar e Civil de Umuarama se deslocaram para o canavial, além dos peritos da Criminalística e IML. Familiares e amigos de um homem que estava desaparecido desde o último sábado em Xambrê também foram para o local. De acordo com Maria Aparecida Marques, companheira de Adauto dos Santos Costa, de 42 anos, ele saiu de casa no último sábado (24) por volta das 15h para ir a um enterro e não retornou mais. O desaparecimento foi registrado na polícia na segunda-feira (26). A pessoa que o acompanhava no enterro teria dito à Maria Aparecida que o deixou no cemitério e foi embora. Ela contou que Adauto teria costume de ingerir bebidas alcoólicas com frequência. Porém, de acordo com a companheira, ele não tinha inimizades na cidade. Somente no final da tarde foi possível chegar ao corpo. Ele foi desenterrado da cova rasa e os familiares reconheceram o homem como sendo Adauto dos Santos Costa. O IML recolheu o cadáver e ainda iria analisar as causas da morte. Inicialmente não foi possível apontar que tipo de ferimentos ele sofreu, pois o corpo já estava em estado de decomposição. Os peritos analisaram toda a cena. Pegadas e rastros de pneus de um veículo que ficaram marcados na terra foram fotografados. Ainda não há suspeitos. Fonte: GoioNews
VEJA TAMBÉM
TRÂNSITO VIOLENTO

Os números apresentados pelo 6º Subgrupamento de Bombeiros Independente de Umuarama, referentes ao primeiro semestre, impressionam pela grande incidência de acidentes de trânsito. A maioria das vítimas é jovem, entre 15 e 29, e a moto é o veículo mais presente nas ocorrências. Ao todo, 333 pessoas dessa faixa etária estiveram envolvidas em alguma modalidade de acidente de janeiro a junho, média de 55 por mês. As colisões entre carros e motos somam 168. As quedas de moto também são comuns. Foram 98 e 39 colisões envolveram apenas automóveis. Embora a maioria das vítimas tenha sofrido ferimentos leves (546, ou 57,84%), 42 pessoas vieram a óbito (4,45%) e 246 sofreram ferimentos considerados graves (26%). São índices realmente elevados. Massa News

Nenhum comentário: