quinta-feira, 17 de agosto de 2017

NEM SEMPRE OS MAIS VOTADOS SÃO OS MELHORES

Nem sempre os Mais Votados São os melhores, Não se engane com Isso.

Há meses adormecida nas gavetas do Congresso, uma reforma política pode ser aprovada antes de setembro – em tempo hábil para que seja implementada na eleição do ano que vem – a toque de caixa. Uma das principais mudanças a serem sentidas pelos eleitores é a adoção do voto distritão, que põe fim à eleição proporcional. Nesse modelo, os mais votados são eleitos, sem chance de perderem os assentos para candidatos com menos votos beneficiados pelos “puxadores de votos” ou coeficiente partidário, ou seja a legenda que fizer a quantidade necessária para eleger um ou mais candidatos.
A mudança, agora, tem apoio de grande parte do Congresso, embora tenha sido rejeitada em 2015, quando o então presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) incentivava o projeto. A justificativa é a de que o distritão é mais justo do que o sistema proporcional vigente, uma vez que com ele “quem ganha, leva”.
OPINIÃO - O Distritão não necessariamente e nem generalizando nada mais é que uma brecha para eleger os "Maus Políticos" E não os melhores, já visto e provado que sempre os candidatos que investem mais (Gastão dinheiro de Mais) sempre são beneficiados, ainda mais numa sociedade que na maioria das vezes em época de eleição vive com o pires na mão, também temos que falar dos candidatos que ocupam cargos públicos, e este muitas vezes usam o cargo para beneficiar o cidadão e depois cobrar durante as eleições, se nos não sabemos votar, a culpa é da nossa cultura de nunca elegermos o homem por aquilo que ele é e seja  capaz, mas sim pelo que ele tem e pode te ajudar, Infelizmente nossa cultura levara ainda pelo menos 20 anos para mudar.

0 comentários: