sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

MANIFESTAÇÃO DE PROFESSORES É ABSURDA E VIOLENTA


Do G1
beto_1_ok_
No primeiro pronunciamento após a polêmica envolvendo o “pacotaço” enviado à Assembleia Legislativa (Alep), o governador do Paraná, Beto Richa(PSDB), classificou como “absurda e violenta” as manifestações dos servidores. Em nota publicada no fim da tarde desta quinta-feira (12) no site do governo, Richa afirmou que o tumulto foi provocado por “um grupo de baderneiros infiltrado no movimento dos professores”.

Mais cedo, o secretário-chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, pediu a retirada do “pacotaço”, que é o conjunto de medidas de austeridade proposto por Richa. A decisão foi tomada após manifestantes invadirem o pátio da Alep, enquanto os deputados se preparavam para votar um requerimento de transformação da sessão em Comissão Geral – o que permitiria a aprovação do “pacotaço” em apenas um dia.
camburao
“O que aconteceu foi uma manifestação absurda e violenta, que atenta contra a democracia, a liberdade de expressão e o estado de direito. Um grupo de baderneiros, infiltrado no movimento dos professores, impôs uma mordaça ao Poder Legislativo, impedindo temporariamente o seu funcionamento. É lamentável que a democracia, pela qual tanto lutamos, seja ameaçada por atos violentos como os que assistimos no dia de hoje”, afirmou o governador.


    Richa afirma ainda que os projetos foram retirados por dois motivos: para ser revisto, e “para preservar a segurança e a integridade física de deputados e servidores públicos”. O governador reitera ainda que não aceitará a “intimidação, o constrangimento e as ameaças que foram dirigidas a servidores públicos e deputados estaduais”. Leia mais…


    NOTÍCIAS DO VALE DO IVAÍ - PARANÁ - BRASIL - INTERNACIONAL

    Nenhum comentário: